Imprimir

“Lendo no Parque” atrai cerca de 15 mil pessoas e fecha aniversário da cidade em grande estilo

A sombra de árvores crianças ouvem contadores de históriaAs comemorações ao aniversário de 181 da cidade (celebrado em 10 de julho) foram encerradas de forma grandiosa com o “Capivari Lendo no Parque”. A festa literária recebeu público de aproximadamente 15 mil pessoas ao longo do domingo, 4, no Parque Ecológico Murilo Ferreira Carnicelli.

Promovido pela Secretaria da Educação, em parceria com a editora Adonis, de Americana, o evento marcou a reinauguração do Parque Ecológico, que ganhou “cara nova”. O Governo Municipal investiu na limpeza, pintura e iluminação da área e também reforçou a segurança.

“Espaço abandonado nos últimos anos”, como disseram o prefeito Rodrigo Abdala Proença e o vice Vitor Hugo Riccomini, o Parque Ecológico deu vida àquele que é considerado o maior evento literário que Capivari já teve.

“Estamos devolvendo o Parque Ecológico à população capivariana”, disse Rodrigo, lembrando também a relevância social da atração. “De forma memorável, hoje estamos celebrando a educação, que é a base de qualquer sociedade.”

Vitor explicou que, desde o início do ano, a Prefeitura tratava como prioridade a reabertura do Parque Ecológico. “Antes de criar novas áreas de lazer, temos de deixar em ordem as que já existem. É isso o que estamos fazendo hoje com a reinauguração do Parque Ecológico”, afirmou.

“As Aventuras do Murilinho”

Mais do que ser reinaugurado, o Parque Ecológico virou tema de uma história em quadrinhos. A área de lazer serve de cenário para o gibi “As Aventuras do Murilinho”, lançado durante o evento.

O personagem da revista em quadrinhos é inspirado no jovem Murilo Ferreira Carnicelli (morto em acidente de trânsito, em 2001), que dá nome e é patrono do Parque Ecológico.

Nesta primeira edição, a aventura vivida pelo protagonista da história é intitulada “Murilinho e o Mistério do Parque Ecológico”. De acordo com a editora Adonis, que produziu a obra, outros gibis serão lançados com o personagem Murilinho em aventuras pela cidade.

A cerimônia de abertura da festa literária teve a participação de familiares de Murilo, que elogiaram a iniciativa da Prefeitura. “Saúdo a todos os profissionais que tornaram este evento possível. Do fundo do meu coração, agradeço a todos”, disse Orlando Carnicelli Júnior, pai de Murilo.

Atrações
A pintura de desenhos e mascaras fez sucesso entre a criançada

Chamado pelo secretário da Educação, Nadir Assalin, de “um dos lugares mais belos de Capivari”, o Parque Ecológico apresentava aos visitantes
atrações culturais, educativas e esportivas por todas as partes.

Para incentivar o hábito pela leitura, a Secretaria da Educação e a Adonis distribuíram 21 mil livros, além de 20 mil exemplares do gibi “As Aventuras do Murilinho”. “Queremos conduzir crianças e adultos pelo universo encantado do livro”, explicou Assalin.

Na paisagem tomada pelo verde, à sombra de árvores, contadores de história convidavam crianças a entrar no envolvente universo da leitura. Palhaços e artistas de circo percorriam o Parque apresentando seus números e brincando com o público. Havia ainda barracas com brinquedos, jogos, desenhos e máscaras para colorir e pintura facial.

Montadas ao lado da pista de caminhada, tendas das escolas municipais exibiam trabalhos pedagógicos desenvolvidos pelos estudantes. Em algumas das barracas, por exemplo, os visitantes eram apresentados a curiosidades sobre personagens que fazem parte dos 181 anos de Capivari, como os imigrantes e algumas personalidades.

Acompanhado pelos pais, o estudante Guilherme Silva, de 11 anos, falou com empolgação sobre as atividades do evento. “Não estamos na escola, mas continuamos aprendendo e, o melhor, nos divertindo. Isso é muito legal”, disse.

No palco principal, grupos de dança das escolas foram a grande atração. A banda marcial Bamados e o grupo Batuque de Umbigada também se apresentaram e reforçaram o espírito eclético do evento. Nos intervalos entre as performances, os alunos premiados no “Concurso de Poesias das Escolas Municipais” recebiam certificados.

Teve quem aproveitou para estender uma toalha no gramado e, embaixo das árvores, reunir a família em um típico piquenique. Quem preferiu pôde fazer um lanche na praça de alimentação, que reunia barracas de entidades beneficentes do município vendendo pastel, churrasco e refrigerante.

Para os adeptos das atividades físicas, as opções foram os torneios de futebol de areia e vôlei de praia promovidos pela Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). Na pista de skate, a movimentação foi grande durante todo o dia.

Os visitantes ainda receberam filipetas que davam direito, além da troca por livros, a um squeeze e a um cachorro-quente. Ao todo, foram distribuídos 10 mil squeezes e 8 mil cachorros-quentes. A Adonis, por sua vez, entregou 30 mil pacotes de pipoca.

Os squeezes puderam ser cheios no reservatório móvel do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), que forneceu cerca de 40 mil litros de água. A Diretoria de Meio Ambiente também esteve presente. O setor distribuiu 50 mudas de árvores em uma hora e ainda deu instruções sobre local adequado para plantio e cuidados básicos.

Ao fim do “Capivari Lendo no Parque”, a sensação foi de satisfação. “A expectativa era enorme para o evento. O Parque Ecológico esteve lotado, cheio de vida e alegria. É uma área belíssima e agora, com as melhorias feitas, poderá ser mais aproveitada pela população. Tivemos um evento grandioso e não podemos deixar de enaltecer o trabalho de todos os profissionais envolvidos na sua realização”, concluiu o prefeito Rodrigo.

 

Fonte: O Semanário, 09 de agosto de 2013.

 

 

EMPRESAS COM
RESPONSABILIDADE SOCIAL
linha_sep_sfdum-dumemecarrara