Imprimir

Descobrindo talentos, formando cidadãos

Descobrindo talentos, formando cidadãosQuando saem de casa rumo a um dos três campos de treinamento da Escolinha de Futebol da Prefeitura, os cerca de 200 garotos matriculados têm à sua espera experiências que vão bem além da simples prática esportiva. O projeto tem como essência, como explica o treinador Saracura (ex-jogador com passagens por Capivariano e XV de Piracicaba), a “formação de cidadãos”.

“O trabalho, essencialmente, é social. Oferecemos aos jovens uma atividade para que eles ocupem seu tempo livre de forma saudável, longe das ruas”, conta Saracura, lembrando que os garotos aprendem, além do futebol, valores sobre respeito e cidadania.

Gratuitas, as aulas são oferecidas duas vezes por semana no Fernando de Marco, na Vila Cardoso e na área de lazer do Santo Antônio. Os meninos treinam divididos em duas categorias: sub-13 e sub-15.

Os resultados do trabalho aparecem com frequência. A última conquista veio em junho, quando a equipe sub-15 faturou o vice-campeonato de um torneio disputado no Capivari Clube. O time foi derrotado pela Pinta de Craque nos pênaltis, por 3 a 2, após empate em 0 a 0 no tempo regulamentar.

Embora o foco do projeto seja social, como faz questão de reforçar Saracura, a descoberta e a lapidação de talentos não são deixadas de lado. Bom exemplo disso é o meio-campista Ronaldo Lima dos Santos, atleta que começou na Escolinha da Prefeitura e hoje, aos 18 anos, atua na base da Portuguesa, com contrato profissional já assinado. “É um garoto com grande potencial”, avalia o treinador.

O prefeito Rodrigo Abdala Proença (PPS), que é ex-jogador profissional de futebol e conhece bem os benefícios da modalidade à saúde, destaca outro ponto positivo do esporte. “O futebol, assim como outras modalidades esportivas, é uma ótima ferramenta de inclusão social, pois transmite, por exemplo, noções de respeito, solidariedade e companheirismo”, diz.

Para participar das aulas, oferecidas no Fernando de Marco, às quartas e sextas-feiras (manhã e tarde), no Santo Antônio, às terças e quintas (manhã), e na Vila Cardoso, às terças e quintas (tarde), os interessados devem se inscrever nos próprios campos em dias de treino.

“Temos 200 garotos treinando, mas queremos aumentar esse número. Estamos de portas abertas para receber novos meninos e ensiná-los um pouco sobre futebol e também cidadania”, finaliza Saracura.

 

Fonte: O Semanário, 05 de julho de 2013. 

 

 

EMPRESAS COM
RESPONSABILIDADE SOCIAL
linha_sep_sfdum-dumemecarrara